-->

AD (728x60)

25 de maio de 2010

O caso dos orelhões....

Share & Comment
Bom, como prometido, vou contar a história dos orelhões que aconteceu no meu romance de novela.
Quer dizer, depois que, teoricamente, ele terminou.
Namorei o milico (q já não era mais milico) por um ano e estávamos morando juntos à 3 meses quando a mãe dele decidiu nos separar, até hoje( 6 anos depois) não sei bem o por quê.
Foi em 03 de julho de 2003 que nos separamos, uma semana depois fui na balada, o milico era da empresa de sonorozação e eu sabia que estaria lá.
Pensei em ficar com outro cara, até dei bastante mole, mas quando o cara chegou eu cortei o barato.
Fiquei sabendo que o milico ia brigar com o cara por minha causa, na hora nem percebi que ele me olhava durante a balada, o irmão do milico que me contou isso quase 1 ano depois.
Ok, nessa balada, nada anormal, fui para casa sozinha, chorar minha infelicidade de fim de namoro, minha fossa, etc...
Uma semana depois novamente fui na balada, em outro lugar.
Nem o vi lá.
Pensei que ele não estivesse,  fiquei só por 1 hora e uma amiga disse que o viu.
Com medo de ver ele com outra garota fui embora.
Avisei minha irmã que estava indo para casa e saí.
Estava indo SOZINHA E DE À PÉ para casa, à 1h da madrugada. (morávamos 9 quarteirões do centro).
Bom, quando passei pelo primeiro orelhão, ele tocou, tocou, tocou, até derreter. Eu estava bem longe dele quando parou.
Claro que não sou bagaceira de andar atendendo orelhões!!
2 quarteirões depois, bem no meio dele, tinha outro orelhão, só que dessa vez era do outro lado da rua.
Continuei sem dar muita bola.
No quarto orelhão, novamente ele tocou, tocou, passei por ele, tocou, tocou...pensei
- Só pode ser coincidência, óbviu.
Como era do outro lado da rua, nem dei bola.
Mas antes de chegar no próximo orelhão eu pensei:
- Não pode ser coincidência, se o próximo tocar, vou atender porque definitivamente deve ser pra mim.
E olhei para trás, procurando alguém.
Ninguém que eu conhecesse.
O próximo não tocou.
Desencanei e quando dobrei a esquina vi o orelhão que havia ali.
meu coração disparou, andei bem devagar na esperança de ele tocar!
Silêncio total!
Quando dobrei a esquina para descer a rua....daí o orelhão da esquina desatou à tocar.
Pensei:
- Se for algum cara tentando me fazer parar pra me atacar?! Eu hein, vou pra casa!
Mas  a curiosidade era ENORME!
- Se for pra mim MESMO, seja quem for, vai me ligar em casa!
Desilusão total...nada!
Dormi e só fiquei sabendo que era meu milico, que tava morrendo de saudades de mim, no outro findi quando ficamos juntos.
E namoramos escondidos dos pais dele por 1 ano...até eu engravidar!
haha
Tags:

Postado por

A maluca!

0 comentários :

Postar um comentário

 

Animes

Brotherhood
Bleach
Ao no exorcist
Fairy Tail
One Piece
Rosario vampire

Melhor visualizado:

1
2
3

Segue aí, ou não!

We've been here!

Copyright © Emaranhado de maluquices... | Personalizado por Rott, projetado por Templateism.com